terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Time goes by


Afinal, o que são os relógios?

O que eles, realmente, marcam?

Tolos aqueles que encontram nos ponteiros a hora real, o tempo de verdade.

O tempo é mais que isso. É uma constante variável.

Horas passam em segundos e segundos demoram eternidades, isso é o tempo.

O tempo é tudo que acontece ao nosso redor, e esse tempo pode acelerar ou desacelerar os malditos ponteiros de um relógio.

O tempo é uma maldita instituição filantrópica que falhou porque o tempo mente!

Eu não tenho dezessete anos e você também não tem a idade que o calendário diz ter.

Parece ter sido ontem minha infância, e hoje já me deparo com malditas preocupações?

Maldito seja o tempo e suas previsões falhas. Não acredito em relógios e a partir de hoje o meu está quebrado. Parado.

Prefiro assim, afinal quem dita as regras do MEU jogo sou EU.

Dane-se os meses que eu tenha vivido. Ou as horas que passei deitado em uma cama.

Não quero saber de horários.

A vida é muito curta e eu não quero desperdiçar a minha me preocupando com o tempo.

Não quero ter que saber a hora de dormir ou de jantar.

A única hora, agora, é a do desejo.

A vida passa.

E passa mais rápido se ficarmos olhando para um maldito relógio.

A vida não espera por nós e os relógios fazem questão de relembrar.

Controle o seu tempo, faça sua hora.

Manipulem os ponteiros e apontem para onde quiserem , o tempo é seu.

Só seu.

17 comentários:

Daniel Savio disse...

Texto bom sobre o tempo e com ele deveria se conectar a nossa vida, mas o tempo serve para sincronizar o nosso tempo com os dos outros, a sua vida, os teus sentimentos e em fim, sua essência em meio ao tempo deles.

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.

Flavih Jones disse...

Perfeito teu texto.
Eu tbm não queria ter que pensar no tempo.

Viva a vida sem os ponteiros do relógio.

=D
Beijoo

Princesa Moderna! disse...

Adorei o texto! Seu blog é super legal! Amei!
beijos

Erica Ferro disse...

Cacilda, Rafael!
Que texto sábio! Fiquei "de cara" agora, sério.

Quanta verdade em, relativamente, poucas letras!

Deus, como eu amei esse texto!

(Ok, me empolguei, rs).

Mas é sério...

"A vida não espera por nós e os relógios fazem questão de relembrar."

O passar dos ponteiros tem a função de nos cutucar e ir a vida; é essa a maior função dos relógios.

Ah, meu comentário ficou pobre diante do seu texto.

Um abraço da @ericona.

Phelipe Barros disse...

Rafael, seu blog é show... Sempre venho aqui, leio seus texto, eu o sigo...

Ajuda a divulgar meu blog aih...

Sábias palavras...

www.janelaflutuante.blogspot.com

Phelipe Barros disse...

Rafael, me manda seu msn...

Ninaaa . disse...

Esse foi foda. Queria eu poder controlar o meu tempo, as vezes nem é só questão de querer. E tudo tem o seu tempo né? Beeijos.

Pedro Thiago disse...

Eu realmente gostei do seu texto, do seu blog todo para falar a verdade, vou voltar aqui outras vezes. Abraços

Milla disse...

acho que viver no seu próprio tempo é muito melhor do que viver com tudo baseado nos ponteiros... seu próprio tempo é o que há de melhor por ai :)

obg pelo comentário na minha última postagem :) fiquei muito feliz em saber que você gostou eee eu não sei se o texto terá continuação ainda :/ veremos :D

beijos

Ale Sbano disse...

Ah sim,o tempo nos controla,eh tudo como manda o sistema né?
Mas as vezes ele é que pode mudar algo em nossa vida,nos fazer esquecer uma perda,ou evoluir
Só não é bom ficar preso a ele..
Mas quantas vezes quis voltar no tempo,ou ganhar umas horas a mais?
poder controlar o relógio seria maravilhoso..
Mas talvez certas essências fossem perdidas
Adorei o blog =D

JRonson disse...

primeira vz q tou n seu blog, realmente fiqei fascinado aqi com os textos e ainda para mais c as imagens tb,trazem uma grand atmofesra à escrita :o gostei, te segurei e voltarei x)

Dê Lima disse...

Muito bom o texto.
Escolheu um tema muito bacana de se trabalhar.
um tema em que não há definições, apenas persepções!

- giovanna ‹з disse...

Adorei o texto (: '
a melhor forma de viver a vida é não pensar no tempo e simplesmente viver; *-*

renata carneiro disse...

na cadeia das horas há que se encontrar brecha. depois, aponta pra fé e rema!


beijo.

Rafael Cotrim disse...

Também gosto de Los Hermanos, Renata :)

disse...

O tempo é seu, é meu, é nosso, Rafa!!!

Saudades de ti!!!

http://inverossimilhancadoreal.blogspot.com/2009/05/incerteza.html

Bjosss no coração!!!

Maria Rita disse...

wow *o*
que texto mais real e bonito *-*

Tempos, vidas, fatos, verdades... tudo tão comandado que esquecemos da relatividade deles.

(Valeu por comentar lá no blog! ahaha, bêbados são legaais, concordo! :D)

:**