sexta-feira, 19 de novembro de 2010

[Rel]Atividade


O que se fala
Quase nunca é o que se faz.

Um faz-de-conta,
Que todos contam,
E poucos fazem.

A relatividade da vida é evidenciada
A cada estrada seguida.
Seja essa estrada a entrada,
Seja essa estrada a saída.

Siga por onde o destino não aponta,
Fale com as árvores e seja como os pássaros.
Seja verde, azul e vermelho.
Mude de cor novamente.
Não fale,
Faça.
Mude!

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Contando esta mentira para nós mesmos fica mais facil convencer os outros...

E faculdade menino, está tudo bem (imagino que correndo loucamente)?

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.

_MaMaI_ disse...

A nossa fala, tantas vezes infiel às palavras e incapaz de narrar em detalhes o longo conto da vida, de longe se aproxima da necessidade que o ato mudo tem de falar.