sábado, 15 de agosto de 2009

Poesia singela


Choravam sem parar as borboletas,
E elas não podiam mais voar.
Rancaram suas asas e te deram, meu anjo.
Para que tu possa vir me encantar.

Lacrimejavam sem parar as violetas,
E elas não podiam mais exalar
Perfumes perfeitos que foram todos roubados,
Para que eu possa te encontrar pelo ar.

Ps: Tentem ler cantando.

13 comentários:

Rayanne disse...

Já ouvi *-*
Linda, linda, linda :D

Wevertton disse...

Oiiis vim aqui retribuir sua visita ao meu blog... ainda tô meio sem tempo para ficar blogando, mas sempre que eu posso eu posto la e saio retribuindo as vista! Abraços

Grazi, disse...

Que liindo *-*
Adorei o jeito como escreve.
Aliás, li há um tempo atrás a 1ª parte do Bailando na Noite, agora vi que tem a 2ª *-* Vou ler, rs.

Seguidora fiel [2]
Obrigada por me seguir :)

Thaís A. disse...

Adorei *-* Só não conseguir cantar, ahaha.

Babih Xavier disse...

aaah que lindo *-*
amei o blog ^^

Maay disse...

*----* Ameeeei!

Ana Filipa Silva disse...

Que doce! +.+

Como usas bem as palavras...
Poemas simples e indiscutivelmente perfeitos!

Beijo =*

Karen disse...

Ooooown *-*

João disse...

Não consegui cantar, mas li imaginando.

lidi ;) disse...

Simplesmente Maravilhoso...
o cântico (sim, eu li cantando) e a imagem!

;*

Jéah! disse...

haha, eu li cantando (mas não tenho uma voz mto bonita, e nem tenho mto ritmo). Adorei, mto linda a poesia!
bjo! x*

escritorasteens disse...

Nem sei o que dizer...os texots estao lindos...mt bons de ler
bjks
Nath Souza

Bia disse...

Tem dois selinhos pra você no meu blog.=3