sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Waiting For


E nos momentos mais sórdidos do meu subconsciente,
Onde a dor é, durante a eternidade, onipotente,
A lua me remete ao que o sol não me mostra.
Seu retrato, quase sempre, é a resposta.

A mais indecorosa, das minhas vontades, proposta.
Algo que não é meu, nem nosso,
É até mais forte, em mim, a sua escolta,
Algo que nem comigo mesmo posso.

Sonhar ainda me leva a você,
E o amor ainda me faz crer,
Mas a esperança não vai ser a última a morrer,
Mas sim a primeira, a padecer.

23 comentários:

Milla disse...

"Mas a esperança não vai ser a última a morrer"

geralmente insistir é um bom remédio, mas certas vezes ele falha...a esperança não é nada sem você :)

beijos e belo texto

Ursinhu da Juh =] disse...

Desanimar sim, desistir jamais =].

Nao importa o quanto nao vemos a alegria que sempre promete vir ao amanhecer, o sol sempre esta la, o dia sempre amanhece, só falta abrirmos os olhos =]. Muitas coisas só depende de nos mesmos =]


bjuuuu
fica com DEUS =]

Natália Ferreira disse...

Sonhar ainda me leva a você, parabens pelo blog amei passarei mas vezes beju

Erica Ferro disse...

"Sonhar ainda me leva a você,
E o amor ainda me faz crer,
Mas a esperança não vai ser a última a morrer,
Mas sim a primeira, a padecer."

Ah, gostei muito, apesar do finalzinho ter sido triste. :S
Não a deixe morrer, por favor.

Beijo.

~ Gaa.h disse...

É muito bom sonhar com quem amamos, e ter a esperança de que um dia quem sabe ficarmos juntos.

Obrigada pela visita ;)
Estou te seguindo tbm!
Beijoos ~

Jeniffer Yara disse...

Que lindo!Você escreve tão bem..."Mas a esperança não vai ser a ultima á morrer" Foi a frase que me pegou de jeito!Rs'

Bjs!

Maycon Aguiar disse...

Adoreii o peoma. Já te sigo.

Abraços. ^^

Narinha. disse...

Perfeito! :(

Agatha disse...

Realista. Talves tenhamos um limite pra desistir. O duro é quando você insiste em algo que te machuca.

1BJ

- gabs, disse...

Simplesmente: U-A-L.
Garoto o que foi isso? Você escreve tão bem. Juro que li seu poema três vezes. Não é que eu sou lerda pra entender as coisas, - tá, só um pouquinho - mas é porque ele é delicioso de se ler, embora o final seja triste. :(
Adoro poemas, poesias, etc; embora nem sempre consiga fazê-las, mas tento. Acho que tenho dom pra escrever sobre tragédias, desamor e revolta, vá saber.
Obrigada pela visita, estou seguindo você também.
Beijos.

HSLO disse...

Nunca podemos deixar de acreditar, de ter uma esperança...


Belissimo o seu texto.


abraços

Hugo
Nosso-Cotidiano

Thaís A. disse...

Sonhar ainda me leva a você'
Seus textos/poemas sempre me deixam sem palavras, sério. :x

Aline V. disse...

Olha que frase legal...
"Meus ontens estão desaparecendo e meus amanhãs são incertos"...
O que passou passou, não volta mais. é dificil, mas é assim... ee tudo bem, a esperança é mesmo a última que morre...rs

beijokas

Heloísa Vilela disse...

Amar é sempre algo tipo roleta-russa.
Se o sentimento for muito forte, não vale a pena desistir. A não ser que o sofrimento também seja grande.
É o que dizia Renato Russo: "Se tem sofrimento, não é amor".

Beijos, adorei o texto, a propósito.
Estou te linkando :D

juü s.e.p disse...

MENINO! QUE ISSO? PERFEEEEIIITOOO!
"Sonhar ainda me leva a você"
parece que foi escrito pra mim *-*
vse escreve de um jeito que nunca vi antes.
ooh arrepiou.
lógico que vou seguir :p
bjs

juü s.e.p disse...

http://vouvivendoavidalevemente.blogspot.com/2009/10/gnt-eu-ganhei-selos-da-danni-do-blog.html
jaa tem selos pro seu blog *-* bjs

Bleeding_Angel disse...

"Sonhar ainda me leva a você,
E o amor ainda me faz crer,
Mas a esperança não vai ser a última a morrer,
Mas sim a primeira, a padecer."

Belo texto kra, tu escreve mto.
To te seguindo flw!

Bárbara disse...

Lindo o post *-*
Fiquei encantada!
Beijos!

l a l a h disse...

Gostei muito do poema, de sua autoria?
Se for, me avise que vou seguir esse blog. Muito bem escrito.

Bia L. disse...

Lindo texto, gostei muito!
;*

Emi disse...

há o amor, sublime, confuso e complicado amor...
gostei do poema
beijos

Luna disse...

a esperança não é a última que morre, e sim a primeira que mata.

Lucas Alsil disse...

woooooooooow, gostei demais do blog !
parabéns !