terça-feira, 13 de abril de 2010

Feeling


Abstinência sentimental.
Estou tão pequeno,
Que caibo dentro de mim.

11 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Na pequenez dos sentimentos tudo se torna vago....
abraço

Aline V. disse...

Acho que nesse momento caibo dentro de mim tb...

Erica Ferro disse...

Quando não couber mais em si, venha nos falar do que transbordou.

Um abraço, Rafael!

blogueira:* disse...

Você solitário, eu tres vezes mais (:

- gabs, disse...

às vezes é bom sermos tão pequeninos, nos colocamos em nossos devidos lugares, e percebemos, dando valor à imensidão do planeta Terra...
e quantas pessoas não se sentem assim?!
eu pelo menos, já me acostumei. às vezes me sinto um ninguém...

Milla disse...

às vezes isso acontece mesmo, mas não dura muito tempo. nós nunca conseguimos nos conter por tempo demais :)

beijos e obrigada pelo comentário no blog *--*

B disse...

E tenho cabido dentro de mim muitas vezes mesmo por esses dias.

passa lá:
http://contandohistoriasempre.blogspot.com/

Luiza disse...

Por vezes é bom nos ver tão pequenos para enchergar a amplitude que há ao nosso redor.
No entanto, não é bom conter-se dentro de si por muito tempo; pois o mundo está todo lá fora, esperando ser conquistado.
E só podemos conquistar o mundo, quando acreditamos na amplitude do nosso ser.

Grande beijo =*

Alice Narcoléptica disse...

Poucas palavras e muito sentido.

Um abraço, garoto. (:

Daniel Savio disse...

Mas também é tão grande que cabe dentro de si...

Fique com Deus, menino Rafael Contrim.
Um abraço.

Ana disse...

Foram estas poucas palavras que me fizeram gostar deste blogue. VENERO