terça-feira, 7 de junho de 2011

Eu fui embora...



Se olha no espelho, por favor!
Mas enxergue o que está em volta também.
Algo que aprendi com muita dor,
É que tu sabes como machucar alguém!

Me cansei de estar sempre errado!
Mesmo tendo que aguentar calado
Todos os seus erros e antipatias,
Mesmices e monotonias.

Aprenda que o amor é pra ser jogado em dois,
E que muita coisa não pode ser pra depois!
Teu individualismo já te consumiu,
E enquanto isso meu amor partiu!

Pelo menos aprenda!
Fique bem, mesmo que sozinha...
E apenas entenda
Que a culpa não é minha.

8 comentários:

Gabriela Marques disse...

Há pessoas prontas pro amor, e outras não.
Mas quem quer amar, também merece ser amado.

Rafa, tu tens o nome do meu irmão, já lhe contei isso? rs
Te entendo completamente, Rafa; e saibas que não apenas você está sendo atropelado pelo tempo, as coisas andam complicadas pra maioria da blogosfera!
Mas as férias jajá estão ai, e esperamos nós que tudo se ajeite!
Espero que seu esforço dê belos frutos! Nunca pare de escrever, viu? Você é a esperança, pelo menos para mim, que ainda se existe homens românticos no séc. XXI.

Beijo doce.
Ótima semana a ti!

Débora Andrade disse...

Forte. Parafraseando a T. Bernardi, digo que o fim do amor é mais triste do que o nosso fim.

Um beijo, meu, anjo.
Débora.

Aline V. disse...

Que texto forte! Muito bom e muito triste também... qdo o amor se rompe é sempre triste e dolorido...

Beijinhos

Momentos de distração disse...

Algumas pessoas perdem ótimas oportunidades de amar e ser amado, por infantilidades, besteiras criadas por suas mentes, devemos sempre procurar crescer e eliminar, coisas ruins, que atapalham a nossa relação e nos fazem perder maravilhosas chances de estar com uma pessoa espécial.

Rodrigo disse...

é difícil lidar com situações assim... pessoas "egoístas", que só sabem analisar os outros, mas não sabem olhar pra si!
belo texto!

abraço!

AnaDi disse...

Esse poema merece uma melodia, com o mesmo tom "basta". Não encaro isso como o fim do amor, amor não finda. Encaro o seu poema como uma reconciliação consigo mesmo, com o seu valor próprio.
:)

lidi ;) disse...

Belo poema.
As pessoas precisam entender que o amor é jogado a dois, antes disso, será impossível a felicidade.

Rebeca Postigo disse...

Realmente há pessoas que não conseguem ver...
Amei teu poema...
Ando pensando nesse assunto com certa frequência...
Enfim...
Ainda não compreendo o que se passa na cabeça das pessoas...
Adorei!!!

Bjs