domingo, 25 de outubro de 2015

' E você pode se punir bastante, se considerar errado, mas a verdade é que na maioria das vezes as nossas escolhas se repetiriam. Não adianta se enganar pensando que seria diferente, o se é mais traiçoeiro do que imaginamos. Nos dá margem pra pensar que seguíamos outros caminhos, que choraríamos menos e riríamos mais. Enfim, é tudo muito fácil por trás de uma possibilidade que já não se concretizou. Pé no chão e foco no que está por vir, ainda tem muita escada pra você subir... '

2 comentários:

Nati disse...

Concordo contigo, não podemos ficar no "e se...", vivemos, passou, agora temos que fazer novas escolhas, serão melhores ou não, só saberemos vivendo elas e se não der certo, tentamos outra coisa. Beijos

Beatriz Andrade disse...

Sou a pessoa certa que vive falando do perseguido "e se..?". Prefiro arcar com as consequências de um sim ou não do que viver imaginando o meu "se".
Beijo,
Bia.