sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Amor está em falta



Posto que o tempo destroi,
O amor se põe firme
Em fronte ao mestre da destruição.
Ousando até mesmo uma luta sem fim,
Pela eternidade que ambos querem.
O amor é o mais ousado entre todos os sentimentos.
Desafia a morte, o ciúme e até mesmo a traição.
Deve seguir diante de todas as indiferenças, intacto.
E se não seguir em um constante crescimento,
O amor de anos se acaba em um só desentendimento,
E se deixa levar pelo desejo do tempo.
De que tudo se acabe com ele,
Que tudo passe.
Na verdade,
Não se ama mais como antes.
Só os tolos acreditam que o sentimento em si permanece inalterado,
Até porque as pessoas cada vez mais
Confundem o desejo e a paixão com o mais nobre dos sentimentos.
Ele se sente ferido. Acoado.
E com isso foge cada vez mais de nós, seres supérfluos, a sua razão de existir.
Damos mais valor ao sexo que ao prazer da companhia.
Preferimos riqueza e antipatia a pobreza e simplicidade.
E com isso,
Com todas essas pequenas coisas que vão se acumulando,
Bem...
O tempo não está levando mais o sentimento meu, e nem mesmo o seu.
Ele está se encarregando de levar o sentimento em si.
Na essência.
E esse...
Esse é o meu maior medo.
De que desapareça.
E que ninguém sinta falta.
Ninguém...

14 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Triste verdades...
Bem...
A realidade é amarga...
Amei o texto!!!

Bjs

Marii Magalhães disse...

Amei o texto, e o blog.
É mesmo essa a verdade, e você me despertou pro medo também.

Erica Ferro disse...

Os valores das pessoas se inverteram. O que outrora era virtude, hoje é motivo de vergonha. O que era motivo de vergonha, hoje é virtude. Tá tudo ao contrário, tudo errado e todo mundo tá achando normal, legal; aceitando tudo sem questionar absolutamente nada. E assim é que as coisas vão piorando... acabando... sendo destruídas.

A culpa das coisas acabarem não é só do tempo, é do pouco que fazemos dessas mesmas coisas.
Se a valorizarmos, podemos tê-las conosco por mais tempo. E depois quando não mais for possível tê-las, sobrarão as lembranças.

Um abraço, Rafael.
Seus comentários lá no Sacudindo me fazem refletir bastante.

Jéssica Trabuco disse...

"O amor é o mais ousado entre todos os sentimentos."

As pessoas deveriam saber disso de verdade!

gabriela marques. disse...

Te aplaudo de pé, desvarreu do tapete a verdade que escondia de mim.
Sabe, é inevitável não repararmos que o amor vai indo embora, mas é culpa nossa. Afinal, como um grande pensador um dia disse: Ela acreditava em anjos, e por acreditar neles, eles existiam.
A verdade é que ninguém mais acredita no amor, já se casam pensando que se não der certo tal decisão há o divórcio que tudo 'conserta'; a união tornou-se apenas carnal, e o espiritual, aquilo que vem de dentro de nós e se aloja, não acontece mais.
É triste, mas o que vejo hoje em dia é apenas a paixão, aquela mesma que acaba da mesma forma explosiva que vem. O amor?! Ele está partindo, está nos deixando...
O amor está em extinção.

Lindas palavras para falar de algo tão triste. As lágrimas de sangue... Lembrou-me Jesus, este morreu por nós, por amor, será que isto terá também sido em vão?
O amor é o que nos liga a Deus, vejo assim, o amor nos abre portas para algo mais forte que nós, e isto vem de Alguém Superior. O amor nada mais vem do que de Deus.

Acabo de lembrar que tu és ateu.
Mas então me explica o que tu fazes aqui neste mundo tão frio, e como vieste até aqui sem o dedo de alguém que muito lhe ama?
Um dia já pensei ser ateu, e eu era, literalmente! mesmo numa família totalmente religiosa. Mas com o tempo em minha vida vieram problemas, cruzes que não pude carregar sozinha, então precisei de alguém bem mais forte que eu para me dar uma maozinha.
Acredito que a ideia de um Deus exista para nos tornar melhores, a ausência dele causa isso nas mentes mais fracas: a falta do amor, o desejo apenas sexual, o desejo de usar o próximo porque alguém o machucou e este ainda não aprendeu a perdoar...
Jesus é o exemplo de alguém de Bem, e os que o seguem, tentam aprender com Ele, se assemelhar a Ele, e serem bons também. E isso, acredito eu, torna a sociedade mais estabilizada. Sem guerras, intrigas e maldades.

Falei demais hoje. Hoje estou muito para filosofar.
Aceito sua opção, cada um crê naquilo que lhe convêm.
Imenso beijo, Rafa!
Desculpe se me expressei mal em qualquer um de meus comentários.

Ótimo fim de semana.

Juliane S. Rocha disse...

Não faz ideia de como me identifiquei. Mas acredito que tudo depende de coisas recíprocas.
Beijos e estou seguido.
(Se não for pedir muito poderia aumentar a fonte do texto um pouquinho?)

Gisele Braga disse...

Olá Rafael
Gostei muito do post,
o Amor exige um esforço
constante, de ambas as
partes, nem sempre sai
vencedor, mas eu acredito
que apesar do Tempo, que tudo
leva, o que sentimos nunca muda,
continua sempre dentro de nós,
não se vai para sempre...

Gostei muito do que vi
por aqui!
Parabéns pelo blog!
Estou seguindo e
voltarei mais vezes!

Fiquei muito
feliz com sua visita
lá no meu cantinho!
Volte sempre, serás sempre
muito bem vindo!

Beijos

Daniel Savio disse...

Infelizmente, ao mesmo tempo que é bonito a poesia, ela traz um pouco de tristeza, pois não queremos amor, queremos sensações e por esta caça, corremos atrás de sentimentos que nada nos acrescentam...

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.

Lua disse...

Tocou-me, de verdade!

brigada pela palavras e volte sempre ta?
bjo!

HSLO disse...

Rapaz..super texto viu. Gostei apesar de triste.

abraços
de luz e paz

gabriela marques. disse...

Oi Rafa, me bate depois tá?
Eu sei, eu sei, você falou que odeia selinhos, mas eu lhe presentiei com um, não precisa postá-lo aqui, está bem? Apenas saiba que teu cantinho é Brilhante!

Imenso beijo.

Beatriz Lopes disse...

Eu me perguntou se ele vai durar por muito tempo. Sabe, as pessoas estão cada vez mais competitivas e individualistas e o amor, ah o amor, parece não ter um espaço na rotina delas. O perdão é escaço, o respeito então...Nem se fala. Não existe mais relacionamento sério, nem esse negócio de compartilhar emoções. Estamos com tanto medo de nós magoar que não temos mais coragem de nos entregar ao próximo. A vida está nos ensinando a ser cruel, e somos, até com quem supostamente amamos. É involuntário, é evolutivo. E triste. Adorei o blog! Tu escreves muito bem! Beijos :*

Luciana disse...

Mas é realmente verdade. O amor está perdendo o seu valor, e as pessoas o confudem com várias outras coisas que são ridículas. É muito ruim ver hoje as pessoas tratando o amor dessa forma. =/
Gostei muito do seu texto. Sincero e verdadeiro.
Ps.: HAHA, aqui é a Luciana, do ex blog Sonhando & Viajando(que exclui no começo do ano passado). Eu criei um novo blog, se puder/quiser dar uma passada lá..
;*

Walyson disse...

Certo dia, ouvi alguém falando: "São tempos difíceis para os sonhadores." E eu acrescentaria que para os amantes também!