quinta-feira, 26 de maio de 2011

(Só)Rir



O sorriso é muito mais que um gesto simples. É como se pudessemos nos mostrar por alguns instantes. Estar despido da mentira que corrompe, por natureza, o nosso ser. É algo divino a se fazer. Sobrepõe todas as falsas impressões e consegue desmascarar ilusões. Como uma falta total e imparcial de escrúpulos ou a presença unilateral da honestidade. É acima de tudo, verdade. Admira-me, sem dúvidas, os que exercem com maestria um sorriso atípico. Distinto e puro. Sem resquício do que a nossa alma mantém no escuro. Esses sabem o segredo de viver sem medo. Se expor por aí, sempre a sorrir. Não aprenderei tão cedo. Tão cedo...

4 comentários:

Mariana Ramos disse...

Assim como todos seus textos, essas foram belas palavras. Pode não ser tão cedo, mas aprendemos a sorrir. Ao menos, é o que dizem os antigos.

Bia Nikita disse...

"Admira-me, sem dúvidas, os que exercem com maestria um sorriso atípico." Também me admira... Adorei a maneira sincera que se expressou! Mais um belo texto!!

Aline V. disse...

Um sorriso sincero pode fazer um dia mais feliz!

=)

Débora Andrade disse...

Tenho a impressão, a cada sorriso teu, que já aprendestes, Rafa.

Saudades.
Débora.