segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Falta de alguém




O frio que me encobre inteiro,

Não mais de dentro vem.
É como algo passageiro,
Que só se passa por quem não tem ninguém.


Sentir-se só e abraçar-se à noite,
Passar dias se castigando sem nada fazer

Como se fosse chicoteado por um açoite

É o mínimo que pode acontecer.

Não me culpo pela falta de alguém,
Mas sim ao coração

Que não se dá com ninguém.


Sentir-se só pra mim não é a melhor condição

Mas não há nada a fazer
Com essa, maldita, falta de opção.

6 comentários:

Tami disse...

Krl!

Aline V. disse...

Falta de opção???

Triste se sentir sozinho... mas a solidão só dura até o instante em que uma pessoa especial toma seu coração...

beijokas

gabriela marques. disse...

Sinti como se teus versos gritassem nas entrelinhas 'Gabi, eis tu aqui!'
Complicado. Abraçar-se a noite ficando a imaginar até quando é que as minhas próprias mãos teram de me dar um abraço.

Solidão é algo da cabeça. Às vezes estamos no meio de tantas pessoas e, ainda assim, nos sentimos só.

Daniel Savio disse...

As vezes o coração parece que é um orgão que vive a parte de nós, mas que nos influência totalmente...

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.

Ju Fuzetto disse...

Aiii Tão bonito!!

boa semana, beijo

Allure. disse...

se sentir sozinho é triste. mais temos que ter, um pouco de 'amor próprio' e tentar nao ficar se sentindo assim, andando pelos cantos. eu por exempolo, to precisando ter um pouco de amor próprio *o*