sábado, 25 de setembro de 2010

Intensidade

O tempo passa rápido demais,
Muito mais rápido do que tempos atrás.

Não podemos perder tempo com amores falsos,
Temos que correr na areia sempre descalços.

Precavidos de qualquer erro futuro,
Sem ter medo de ficar a sós no escuro.

Devemos amar alguém com toda intensidade,
Indepente da dor que isso nos traga, da dificuldade.

Temos que sentir tudo que passa por nós,
Mesmo no meio da multidão, ou com aquela pessoa a sós.

Não podemos temer o passado,
E muito menos aguentar a desaforos calado.

Devemos ser o que somos.
Expressar o que sentimos.

Dizer a verdade.
E aproveitar, completa e totalmente, a liberdade.

Viva com intensidade,
Com vontade!

2 comentários:

Daniel Savio disse...

Não é o que o tempo passe rapido, mas sim o nosso cerebro só grava o que realmente tem o seu valor...

Por isso que no fim acaba tendo poucas lembranças quando perdemos tempo com falsidades.

E boa poesia menino.

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.

gabriela marques. disse...

Linda poesia, Rafa!
Acabou me trazendo lembranças... boas.

Um dia disse à uma amiga minha que um dia o amor acaba, e que eu tinha medo dela sofrer depois por amar demais um certo alguém. Então ela virou pra mim (disso nunca esqueço!) e disse sorrindo: Sabe, Gabi, sei que nada é pra sempre, mas é bem mais fácil sofrer depois por tê-lo amado tanto, do que sofrer por não ter aproveitado tudo aquilo.