sexta-feira, 4 de junho de 2010

Todos somos poetas


Dizem que o poeta é quem faz poesia,
Mas todos nós a construímos todo dia.

O poeta é quem orienta a palavra,
Quem guia os sentimentos.

Mas todos os dias a nossa língua trava,
Passamos por vários momentos.

Erguemos muros sentimentais,
E perfuramos vidros blindados para se sentir iguais.

Levantamos pontes abstratas
Só para manter as relações, um pouco, mais sensatas.

Elogiamos a natureza,
Ainda que calados, pela tua beleza.

Vemos sorrisos no rosto de alguém,
E nos sentimos feliz também.

Sentimos amor a cada segundo,
Por mais que doa em outra pessoa no mundo.

Deixamos o ódio de lado,
E o amor cada vez menos calado.

Esquecemos do despertador,
Para que ele desperte alegria.

Conversamos no elevador,
A qualquer hora do dia.

Cantamos a música,
Independente de qual for.

Choramos de raiva,
De alegria, de amor...

Tudo isso que contagia
Nada mais é que a verdadeira poesia...

E a poesia,
É o dia-a-dia.

6 comentários:

Alguém... disse...

Gostei muito*

Ju Fuzetto disse...

Belissimo!!!


Bom final de semana!!!

Ninaaa . disse...

Existe poesia em tudo ao nosso redor, só não sabemos olhar. Beeijos.

Milla disse...

Realmente, todos nós podemos ser poetas mesmo sem perceber...Acho que isso é o que faz as poesias serem tão boas às vezes, a simplicidade com que alguns versos se formam :)

beijos e belo texto

~*rafasonehara disse...

simplesmente lindooo *-*

Daniel Savio disse...

Bonita, mas neste caso sótemos responsabilidade pela a nossa poesia pessoal chamada vida...

Fique com Deus, menino Rafael Cotrim.
Um abraço.